domingo, 10 de outubro de 2010

PARASITE EVE

(PARASAITO IVU)
Japão - 1997
Dir.: Masayuki Ochiai


Toshiaki é um cientista envolvido com pesquisa de mitocôndrias (parte das células responsável pela produção de energia, e que são transmitidas de mãe, nunca do pai, para os filhos) e que perde a mulher Kyiumi em um acidente de carro.
Ela havia doado seus rins, mas ele resiste a aceitar a doação, apesar dos insistentes apelos do médico responsável pelo transplante, que deseja implantá-los em uma menina de 12 anos. Toshiaki aceita, com uma condição: que o fígado de Kyiumi lhe seja dado para que ele continue suas pesquisas.
As tais mitocôndrias retiradas do fígado acabam ganhando vida própria, cujo objetivo é gerar uma nova forma de vida e dominar o mundo, exterminando a atual humanidade.
Só que as insensíveis e ambiciosas mitocôndrias também tem um coração, e não resitem aos encantos do amor...
Como curiosidade, o moralismo japonês faz com que uma personagem que aparece sem camisa tenha seus seios parcialmente coberto, o que faz com que a moça pareça nao ter o bico dos seios.
Doidera japonesa sem muito pé nem cabeça que se arrasta por 120 minutos.
Cada coisa que esses japas inventam...

Nenhum comentário:

Postar um comentário