domingo, 22 de fevereiro de 2009

>>UZUMAKI

(UZUMAKI)
Japão - 2000
Dir.: Higuchinsky


Pequena cidade japonesa é assombrada por... espirais! Isso mesmo! Dessa vez não são moças de cabelos lisos, olhos arregalados e poucas palavras; são espirais mesmo, aquelas formas geométricas que parecem não ter fim ou começo e são associadas a hipnose.
O filme é narrado em forma de pesadelo, com uma fotografia que parece reforçar a irrealidade da coisa, e é baseado em um mangá famoso entre os apreciadores do gênero.
De ínicio, os moradores da cidade desenvolvem uma estranha obsessão pelas espirais, que incluem admiração, filmagem de caramujos, coleção de objetos, comidas com a forma de espiral e até mesmo (heresia das heresias para o cinema de terror oriental), fixação por cabelos cacheados.
Tal comportamento depois se agrava, e o que se vê são pessoas arrancando a pele dos dedos como forma de fazer desaparecerem as espirais das digitais ou perfurando o ouvido para arrancar a cóclea (que tem forma de espiral).
O filme não poupa o espectador de mortes bizarras envolvendo espirais, como um homem enrolado dentro da máquina de lavar roupa(!), outro na roda de um carro e uma morte a la O Exorcista no fim do filme.
Destaque também para os adolescente que se transformam em caramujos e a adolescente que rouba as poucas cenas em que surge com seus cabelos cada vez mais cacheados (é impossível não ser uma ironia aos Ringus e Ju-on's da vida). A cena aonde os cachos da menina tocam o teto da escola e a menina se jubila com sua popularidade já vale o filme. Além da boa idéia final, com o destino dos personagens mostrados na forma de desenhos típicos de HQ's.
Se não é o melhor filme de terror do mundo, é seguramente dos mais criativos e diferentes dos últimos tempos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário