sexta-feira, 29 de maio de 2009

KWAIDAN - AS QUATRO FACES DO MEDO

(KWAIDAN)Japão - 1964
Dir.: Masaki Kobayashi


Um clássico do horror japonês da década de 60, baseado em histórias tradicionais japonesas, foi o vencedor do prêmio especial do júri de Cannes em 64.
São quatro histórias:
- "O cabelo negro" (história antecessora do terror oriental atual ou uma obsessão antiga dos orientais?) conta a história de um samurai que abandona a mulher, cansado da vida de pobreza. Ele se casa com uma nobre, mas quando seu contrato de trabalho com a família dela termina, ele decide voltar para a ex, que o espera com uma surpresa...
- "A mulher na neve" narra a história de um caçador que vê seu companheiro ter seu sangue sugado e ser morto por uma mulher misteriosa, mas que lhe poupa a vida por ele ser jovem, desde que jure nunca contar o que viu. O tempo se passa, ele se casa, e logicamente, vai contar o que lhe aconteceu no passado...
- "Hoichi sem orelhas" começa com a história de uma batalha que termina de forma trágica para um dos lados; depois pula para uma época posterior, aonde um cego que vive em um mosteiro, famoso por suas habilidades de músico, é levado por um misterioso samurai para se apresentar para seus pares.
- "Uma xícara de chá" narra a luta de um samurai com o fantasma que ele vê em sua xícara. É o mais fraco e curto dos três.
Hoje pode ser considerado lento; arrastado demais para nosso tempo. Mas ainda impressiona pela cenografia algo teatral, mas funcional. As cenas da batalha no mar, totalmente estilizadas, são geniais, assim como a música e o som do filme. Outro destaque são as cenas de pintura do cego para defendê-lo das forças do mal, que Peter Greenaway deve ter visto antes de rodar "O Livro de Cabeceira".
Recomendado para quem curte filmes de arte, sem se preocupar com efeitos e gore aos borbotões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário