domingo, 2 de outubro de 2022

A CAVERNA


(LA CUEVA)

Espanha - 2014

Dir.: Alfredo Montero

5 amigos viajando pelo litoral espanhol tem uma idéia bem original: entrar em uma caverna, sem nennum tipo de preparo pra isso, quando na verdade isso é a entrada para um verdadeiro labirinto.

Obviamente els vão se perder lá e, pior, como ninguém sabe aonde estão, fica impossível serem resgatados.

É um found footage, que começa igual a todos: brincadeiras, zoação, a apresentação de seus personagens desinteressantes, e por aí vai.

Presos, sem água ou alimento, eles vão ter que tentar sobreviver ao mesmo tempo que tentam achar a saída.

Acaba sendo razoável, pois consegue captar a tensão, a angústia e o desespero de estar presos em um lugar claustrofóbico e passando perrengue.

domingo, 25 de setembro de 2022

AS PERIGOSAS DROGAS DO SEXO


(SEI NO GEKIYAKU)

Dir.: Hideo Jôjô

Japão - 2020

Katsuragi é um homem bem sucedido mas insatisfeito com a vida que leva.

Após um fato trágico, ele decide se matar, mas é salvo por sádico que vai submetê-lo a torturas e abuso sexual.

Pra quem curte bizarrice, com direito a bondage, sadomasoquismo, estupro, etc.

A curiosidade é que a direção até tem qualidades, e evita que a coisa parece uma grande baixaria.

domingo, 18 de setembro de 2022

NA POEIRA DAS ESTRELAS


(IM STAUB DER STERNE)
Alemanha Oriental - 1976
Dir.: Gottfried Kolditz

Nave espacial recebe um pedido de socorro de um planeta até então desconhecido.
Ao chegar, são bem recebidos mas nem tudo é o que parece.
Ficção científica da extinta Alemanha Oriental.
Mais um exemplar do cinema de ficção realizado atrás da cortina de ferro, com direito a todo tipo de exagero, cenários e figurinos que a criatividade e os recursos que a época permitiam.
A trama é meio tosca, principalmente se levarmos em conta que os viajantes chegam a um planeta, aonde também se fala alemão, e são levados a uma festa aonde comem e bebem sem nem saber exatamente o que lhes foi oferecido.
Aí tem os figurinos, que são um caso a parte: a cada aparição os atores usam um diferente, mais estiloso que o outro, e alguns parecem saídos de alguma festa GLS moderninha.
A nave espacial é um caso a parte, porque é visivelmente muito maior por dentro que por fora.
Tem ainda uma um tanto surpreendente cena de nudez, e um vilão afetadíssimo, que em cada cena aparece com um figurino extravagante e o cabelo de uma cor diferente.

domingo, 11 de setembro de 2022

REDEMPTION OF A ROGUE


(REDEMPTION OF A ROGUE)

Irlanda - 2020

Dir.: Philip Doherty

Depois de sete anos longe, Jimmy Cullen retorna para sua cidadezinha natal, aonde não é bem visto nem mesmo pelo irmão e o pai, que morre logo depois de sua chegada.

As coisas se complicam no enterro do pai, pois estava chovendo e o coroa deixou em testamento que não deveria ser enterrado debaixo de chuva, sob pena de deserdar os dois filhos.

A má vontade da população com Jimmy se agrava, pois depois de mais de 40 dias de chuva a cidade começa a se sentir prejudicada, e os irmãos passam a ser responsabilizados por isso, por não darem um enterro pro pai.

Cabe a Jimmy então, se redimir de seus pecados do passado salvando a cidade do dilúvio.

Mistura de drama, humor negro e um toque de realismo fantástico, embalada por blues, que acaba sendo curiosa.

sexta-feira, 2 de setembro de 2022

THE HAUNTING OF THE TOWER OF LONDON


(THE HAUNTING OF THE TOWER OF LONDON)

Inglaterra - 2022

Dir.: Charlie Steeds

Quando os dois jovens filhos do Rei são assassinados, seus fiéis assessores decidem recorrer a um homem capaz de falar com os mortos para descobrir os responsáveis pelo crime.

Coisa dirigida pelo mesmo diretor de "A Werewolf in England" e que só em 2020, dirigiu 4 filmes, e, segundo o IMDB, tem mais 2 em pós produção.

Quem faz 4 filmes em um ano é capaz de fazer alguma coisa boa?

Esse aqui até que se esforça, e pra quem não é lá muito exigente, até pode assistir sem se preocupar em perder seu tempo.

domingo, 28 de agosto de 2022

TUMANNOST ANDROMEDY


(TUMANNOST ANDROMEDY)

URSS - 1967

Dir.: Evgeniy Sherstobitov

Nave viajando pelo espaço é atraída pela gravidade de um planeta desconhecido, e seus integrantes vão descobrir que a população já se encontra extinta, mas o que os exterminou não.

Equivocada obra soviética baseada em um livro, e que pelo menos é curta, nem chega a 1h e 10 min.

A parte "científica" é interessante, com a tripulação explorando o planeta o que incluí uma nave abandonada e depois a descoberta de que a escuridão esconde um ser agressivo.

Só que essa parte, com seus deliciosos trajes de astronouta e um veículo explorador pra lá estranho, é curta demais.

O resto trata de amores impossíveis, divagações filosóficas e encheção de linguiça. Ainda tem alguma coisa sobre uma aliança entre povos, não fica claro, mas parece envolver ET's, e que poderia ser melhor explicada/explorada.

Ah sim, o pôster é show.

domingo, 21 de agosto de 2022

ZUMBIS DO MAL


(MESSIAH OF EVIL)

EUA - 1973

Dir.: Willard Huyck / Gloria Katz

Mocinha viaja para uma cidade praticamente deserta para reencontrar o pai, um artista plástico.

Ao chegar ela não encontra o coroa, mas faz amizade com um trisal e fica pra lá pra cá com eles, até entender o que está rolando no local.

Só que a cidade é vítima de uma maldição, e seus moradores estão se tornando zumbis.

Esqueça "Walking Dead" e o remake de "A Madrugada dos Mortos", porquê aqui o ritmo, de zumbis e direção, é pra lá de lento.

A dupla de diretores, uma delas roteirista do segundo filme de Indiana Jones, aposta mais numa direção de arte estilossíma (a casa do artista plástico é um barato em termos de visual) e em cenas que causam incômodo, como uma logo de cara com a apresentação de um albino sinistro em um posto de gasolina; depois uma cena num supermercado e outra em um cinema, além de uma de morte violenta, depois de o personagem surtar e se cobrir de tinta.

É preciso paciência para se assistir devido a lentidão, mas é muito criativo em sua proposta.

O filme teve problemas de financiamento, e só foi lançado 2 anos depois de pronto, graças a um francês que teria colocado dinheiro no projeto para sua conclusão.

Sorte nossa.

domingo, 14 de agosto de 2022

VIRUS: 32


(VIRUS:32)

Argentina / Uruguai - 2022

Dir.: Gustavo Hernández

Aquele mesmo vírus do "Extermíno", de Danny Boyle se espalha na Argentina, deixando nossos vizinhos furiosos e se matando.

Só que o vírus deve ter mutado, porque depois de cometerem atos de violência, os infectados ficam meio fora do ar por 32 segundos, que é o tempo que casa um tem pra cuidar de sua vida antes de ser morto.

No meio do caos, e presos em um clube deserto, um homem tenta ajudar a mulher a dar à luz, enquanto a vigia noturna do lugar tenta manter a filha em segurança.

Além de "Extermíno", ainda tem uma sequência já vista na "Madrugada dos Mortos".

Mas, apesar das incríveis semelhanças, acaba funcionando como um bom filme de suspense e terror.

sábado, 6 de agosto de 2022

LA PASAJERA


(LA PASAJERA)

Espanha - 2021

Dir.: Raúl Cerezo & Fernando González Gómez

Três mulheres, sendo mãe e filha e uma terceira, que não conhece as outras duas, contratam uma van para levá-las para um povoado no interior da Espanha.

O veículo é meio caído e a viagem ocorre em meio a uma troca de farpas, já que o motorista é um tosco, que à noite atropela uma mulher e, a contragosto, acaba resgatando a sujeita.

Mas esta leva algum ser pra lá de hostil dentro de si.

É meio tresloucado, em alguns momentos a criatura parece apenas interessada em mudar de corpo pra sobreviver, enquanto em outros simplesmente se dedica a matar suas vítimas.

Mas é agitado, tem uns toques de comédia e só passa a sensação de que estica um pouco além da conta.

sábado, 30 de julho de 2022

DIE KINDER DER TOTEN


(DIE KINDER DER TOTEN)

Áustria - 2019

Dir.: Kelly Copper / Pavol Liska

Tranquila aldeia austríaca tem sua paz perturbada quando os mortos voltam a vida.

Bizarro filme austríaco, impossível de se descrever pois mistura terror, comédia, humor negro, e crítica social.

É baseado em um famoso livro sobre o pós guerra da Áustria e filmado como se fosse um filme mudo, e é uma maluquice só, mas ainda assim, delicioso de se assistir.

sábado, 23 de julho de 2022

DACHRA


(DACHRA)

Tunísia - 2018

Dir.: Abdelhamid Bouchnak

Três jovens viajam para uma aldeia isolada para realizar uma reportagem investigativa para um trabalho da faculdade.

A ideia é explorar o passado de uma mulher mantida em um manicômio há mais de 20 anos, após ter sido achada vagando numa estrada.

A investigação os levará a aldeia citada antes, mas o lugar esconde um segredo perigoso...

Se diz baseado em fatos reais, mas isso nem importa muito. É um filme curioso por vir de um país de pouca expressão cinematográfica, ainda mais se tratando de terror, e que talvez peque na duração: quase duas horas.

No mais, vale pela curisiodade de ver um filme de terror africano que poderia se enquadrar no conceito que se nomeou "folk horror".

sábado, 16 de julho de 2022

VELD


(VELD)

URSS - 1987

Dir.: Nazim Tulyahodzhayev

Casal dá um aparelho de realidade virtual para os filhos e o brinquedo começa a afetar as crianças, além de trazer de volta a vida os entes queridos dos moradores da vizinhança.

Ficção científica da URSS baseada na obra de Ray Bradbury, feita visivelmente com pouquíssimos recursos.

Ao contrário do cinema de ficção da URSS, esse aqui é mais sombrio, pessimista, e talvez já meio que antecipasse o fim do país.

A trama em si parece ser um paralelo a isso: um equipamento (estado) que interfere na vida do cidadão comum, fazendo-o ver o que não existe e cooptando-o a seu interesse, eliminando a vontade própria (as crianças chegam a se voltar contra os pais influenciadas pelo "brinquedo").

A imagem é ruim, é meio lento, mais vale como curiosidade do cinema da extinta URSS.

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

KAMISAMA NO IU TÔRI


(KAMISAMA NO IU TÔRI)

Japão - 2014

Dir.: Takashi Miike

Numa sala de aula os alunos do ensino médio são submetidos a um jogo bizarro. As regras não foram explicadas, mas logo se entende: é uma espécie de "batatinha-frita-um-dois-três" executado por uma cabeça virada pro quadro negro.

Quando ela se vira, quem estiver se mexendo tem a cabeça explodida, espalhando milhares de bolinhas de gude pelo chão, dificultando a movimentação dos demais.

Impossível não lembrar imediatamente do mega sucesso "Squid Game / Round 6", embora aqui as pessoas não foram voluntárias, mas obrigadas a participar de um "jogo" cuja origem se desconhece.

Seguem-se outras provas, cada uma com os remanescentes das fases anteriores (a segunda é um jogo de gato e rato, aonde o gato é uma daqueles bonecos que ficam balançando a patinha, vendidos em lojas esotéricas da vida).

Daí pra frente, até pelas esquisitices típicas do cinema de sci/terror japonês e a própria dinâmica dos "jogos", o filme vai perdendo o interesse.

Mas, é impossível não associar esse à série do serviço de streaming.

Mas Miike sempre vale a vista, embora o filme se estenda um pouquinho além do que devia.

domingo, 17 de outubro de 2021

FOR THE SAKE OF VICIOUS


(FOR THE SAKE OF VICIOUS)

Canadá - 2020

Dir.: Gabriel Carrer / Reese Eveneshen

Depois de um dia de trabalho, enfermeira volta pra casa e descobre que o pai de uma de suas pacientes mantém outro homem espancado e amarrado na cozinha da casa dela.

O sujeito seria o responsável pelo assassinato da filha do outro, que decide se vingar sem explicar o porquê de envolver a enfermeira da filha.

O início meio capenga e sem maiores explicações é mero pretexto para a violência, principalmente na metade final, quando outros visitantes não convidados chegam na casa.

O roteiro é um fiapo, e nem se dá ao trabalho de explicar o porquê da gangue mascarada que aparece depois.

Indicado para quem curte porn torture, pois, a bem da verdade, alguns trechos são bem coreografados, lembrando o cinema coreano, expert nesse tipo de filme.

sábado, 25 de setembro de 2021

CRYPTOZOO


(CRYPTOZOO)
EUA - 2021
Dir.: Dash Shaw

Veterinária anda pelo mundo rastreando criptídeos (seres imaginários, como gnomos, unicórnios, cavalos alados, rocs, etc) para libertá-los e levá-los para um zoológico, aonde estariam a salvo da maldade humana.
Só que sua busca por uma baku, um ser capaz de devorar pesadelos, vai colocá-la em perigo, ao mesmo tempo que um casal também pode colocar o zôo em risco.
Desenho animado passado na década de 70, voltado mais para o público adulto e com alguns toques de psicodelia em seu colorido.
Muito curioso e interessante.